Projeto promar

EcoBag de rede de pesca

conheça o produto

 

O PROJETO

         ECOBAGS – DE REDES FANTASMAS A SACOLAS RETORNÁVEIS:

Transformando a poluição marinha em novos produtos 

Entre os poluentes do ambiente marinho destacam-se as redes de pesca abandonadas ou perdidas, as chamadas “redes fantasmas”. Estas redes são resultantes de abandono acidental, ruptura ou abandono devido a atividades de fiscalização e instalação em áreas proibidas, sendo apreendidas pela Polícia Militar Ambiental de Santa Catarina.

A criação do projeto Promar - EcoBAGs, teve como objetivo a reutilização dessas redes, que passaram a ser transformadas em sacolas retornáveis. Após a apreensão, as redes de pesca são doadas à Associação ECO PAERVE, que através de suas associadas artesãs, produzem sacolas retornáveis de forma artesanal. 

     O objetivo deste projeto é apresentar uma alternativa de destino ecológico para as redes fantasma através da confecção de sacolas retornáveis.

O projeto além de ser uma alternativa ecológica para as redes fantasmas colabora com a geração de renda destinada a projetos de educação ambiental, contribuindo para a sustentabilidade do planeta.

Além disso, o projeto contempla 3 objetivos das ODS’s, (5, 12 e 14) envolvendo as artesãs na  produção das EcoBAGs (5), assegurando padrões de produção e de consumo sustentáveis por meio da utilização das sacolas retornáveis (12) e na conservação dos oceanos através da reutilização das redes ilegais (14).

 

método

Todas as redes usadas no projeto são apreendidas por estarem em situação de irregularidade. Após a apreensão e recolhimento, estas redes são doadas à Associação ECO PAERVE que através de seus associados, produzem sacolas retornáveis de forma artesanal.

Após o recebimento das redes de pesca, as EcoBAGs são confeccionadas através de um processo que envolve lavagem, secagem, corte e costura por artesãos. São utilizadas aproximadamente 70 cm2 das redes de poliamida como matéria prima para confecção de cada bolsa.

ecobag1.png
 
 

VENDAS

Do valor arrecado com as vendas, 23% são destinados aos artesãos associados e 77% são destinados à ECO PAERVE, que continua investindo no desenvolvimento para gerar renda para comunidade do entorno do Parque Estadual do Rio vermelho, contribuindo para a sustentabilidade do planeta.

Curtiu a ideia? Faço seu pedido pelo e-mail ecobagecopaerve@gmail.com

ou pelo fone (48) 988436282